Peru se despede da Copa com boa vitória contra a Austrália

Paolo Guerrero avisou na entrevista coletiva de ontem: “Vamos entrar com a faca nos dentes e conseguir a vitória para a nossa torcida” e foi o que aconteceu. Com um boa atuação defensiva e ofensivamente e com gol e assistência do jogador do Flamengo, a seleção peruana, que já estava eliminada, venceu a Austrália por 2 a 0 na manhã desta terça-feira (26), em Sochi, em duelo válido pela terceira rodada do Grupo C e se despediu da Copa do Mundo.

Com o resultado positivo o Peru terminou a primeira fase do Mundial da Rússia na terceira colocação da chave com três pontos somados em três jogos. Já a Austrália, que entrou em campo ainda sonhando com uma possível classificação, deixa a competição na lanterna do grupo com apenas um ponto.

AUSTRÁLIA DOMINA E PERU ABRE O PLACAR NO CONTRA-ATAQUE

Para avançar as oitavas de final a Austrália precisava da seguinte combinação de resultados: uma vitória contra o já eliminado Peru e de uma derrota da Dinamarca que enfrentava a França no outro jogo do grupo. Em busca dos três pontos os australianos começaram melhor a partida, controlaram o jogo, não deram espaços para os peruanos atacarem e chegaram a ter quase 70% de posse de bola. Contudo, aos 17 minutos, um contra-ataque puxado por Paolo Guerrero deu início a derrota da Austrália e a primeira vitória dos sulamericanos nesta Copa do Mundo.

O jogador do Flamengo recebeu belo lançamento no campo de ataque, protegeu bem a bola, puxou para trás e levantou dentro da área para Carrillo, que pegou de primeira em um belo chute sem pulo e marcou um golaço, o primeiro numa Copa do Mundo desde 1982, quando havia sido a última participação da seleção peruana: 1 a 0 em Sochi.

Depois de achar o gol em um momento ruim no jogo, a seleção peruana passou a ficar mais com a bola e trocava passes no campo de defesa. Porém, a Austrália se lançou ao ataque e teve duas boas chances de empatar o duelo, ante do fim da primeira etapa. Aos 26, Rogic recebeu passe na intermediaria, limpou três marcadores na habilidade e chegou na cara de Gallese, que fez grande defesa e evitou o gol. Pouco tempo depois, aos 33, o Peru voltou a sofrer perigo em nova chance perdida por Rogic.

GUERRERO MARCA E PERU GARANTE A PRIMEIRA VITÓRIA NA COPA

Sabendo que precisava de uma virada na partida para ainda continuar sonhando com a classificação, a Austrália voltou para o segundo tempo com a marcação alta e pressionando a saída de bola do Peru. Mas, aos quatro minutos, Cueva e Trauco fizeram ótima tabela. O camisa oito invadiu a área, cortou para o meio e deu passe mascado para Guerrero. O maior artilheiro da história do Peru girou e manda para o gol de primeira: 2 a 0 no placar e festa dos torcedores peruanos presentes em Sochi.

Com o triunfo praticamente garantido, a seleção peruana se fechou no campo de defesa e passou a esperar espaços para sair nos contra-ataques. Aos sete minutos, Mooy cobrou escanteio na segunda trave, e Jedinak subiu mais alto que todo mundo para mandar de cabeça para o gol, mas Gallese fez bela ponte e defendeu. Toda no ataque, a Austrália voltou a ameaçar aos 13, quando após Escanteio cobrado na área a bola sobrou para Behich tentar a finalização. A bola desviou e passou com perigo pelo lado do gol de Gallese.

A partir daí a Austrália seguiu com praticamente todos os seus jogadores no campo de ataque em busca do gol, mas a defesa peruana soube segurar bem o jogo e garantiu o triunfo. No fim, a boa vitória do Peru demonstrou que a seleção poderia ter ido mais longe nesta Copa do Mundo.

Austrália 0x2 Peru

Local: Estádio Olímpico de Sochi, Sochi (RUS)

Árbitro: Sergei Karasev (RUS)

Auxiliares: Anton Averianov (RUS) e Tikhon Kalugin (RUS)

Austrália: Ryan; Risdon, Sainsbury, Milligan, Behich; Jedinak, Mooy; Leckie, Rogic (Irvine), Kruse (Arzani); Juric (Cahill). Técnico: Bert van Marwijk.

Peru: Gallese; Advíncula, Ramos, Santamaría, Trauco; Tapia (Hurtado), Yotún (Aquino); Carrillo (Cartagena), Flores, Cueva; Guerrero. Técnico: Ricardo Gareca.

Cartões amarelos: Jedinak, Arzani, Rogic e Milligan (Austrália); Yotún e Hurtado (Peru)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Carillo – Peru (18’/1º tempo) e Guerrero- Peru (05’/2º tempo)

Público: 44,073 presentes