Rhodolfo marca no fim e Fla vence o Nova Iguaçu em Brasília

O Flamengo já estava classificado e com o primeiro lugar do Grupo B da Taça Guanabara garantido quando entrou campo para enfrentar o Nova Iguaçu, na tarde deste domingo (04), no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Contudo, a partida foi muito importante para o técnico Paulo César Carpegiani, que pela primeira vez escalou a maior parte dos titulares e fez opções táticas diferentes. Do banco, ele viu o time oscilar bons e maus momentos e vencer por 1 a 0 com belo chute de Rhodolfo, já nos acréscimos.

Com 13 pontos em 15 possíveis, o rubro-negro terminou na liderança da chave e  vai enfrentar o Botafogo na semifinal do primeiro turno do Campeonato Carioca, no sábado (10), às 16h30. O local ainda não foi definido. O outro duelo das semifinais será entre Bangu e Boavista, na quinta-feira (08), às 20h.

Pela primeira vez com os principais jogadores, Carpegiani mandou a campo uma formação diferente da que os torcedores costumaram a acompanhar nos últimos anos: 4-1-4-1. Cuéllar foi o único volante em campo, com uma linha de quatro à frente, formada por Everton Ribeiro, Lucas Paquetá, Diego e Everton. Todos para municiar Lincoln. O Rubro-Negro criou bastante na primeira etapa, mas perdeu muitos gols. Apesar do 0 a 0, a equipe deixou uma boa impressão no primeiro tempo

Se agradou no primeiro tempo, o mesmo não pode ser dito da etapa final. Um Flamengo sonolento, pouco inspirado, voltou do vestiário. Carpegiani trocou Lincoln por Vinicius Junior, mas a equipe piorou sem uma referência no ataque. O Flamengo só voltou a crescer após a expulsão de Vinícius Matheus. Com um a mais, o Rubro-Negro ensaiou uma pressão e achou o gol da vitória nos acréscimos, com um belo chute da intermediária de Rhodolfo. Foi o primeiro gol do zagueiro com a camisa rubro-negra.

Nova Iguaçu 0x1 Flamengo

Estádio Mané Garrincha (Brasília)

Árbitro: Alexandre Vargas Tavares Jesus

Assistentes: Eduardo Couto e João Luiz Coelho Albuquerque

Nova Iguaçu: Jefferson; Wallace, Raphael Neuhaus, Murilo Henrique e Lucas; Vinicius Matheus, Paulo Henrique e Caio Cezar (Daniel); Wescley (Vinicius Paquetá), Jonathan (Robinho) e Adriano. Técnico: Edson Souza.

Flamengo: César; Pará (Rodinei), Rhodolfo, Juan e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá e Diego (Marlos Moreno); Éverton Ribeiro, Éverton e Lincoln (Vinicius Junior). Técnico: Paulo César Carpegiani.

Cartões amarelos: Wescley, Vinicius Matheus e Adriano (Nova Iguaçu); Lucas Paquetá, Rhodolfo e Marlos Moreno (Flamengo)

Cartão vermelho: Vinicius Matheus (Nova Iguaçu)

Gol: Rhodolfo – Flamengo (48/2º tempo)

Público: 16.088 presentes

Renda: R$ 694.980,00