Rhodolfo marca no início e Fla vence o Botafogo no Nilton Santos

Em duelo válido pela terceira rodada da Taça Rio, segundo turno do Campeonato Carioca o Flamengo venceu o Botafogo por 1 a 0 na tarde deste sábado (03), no Estádio Nilton Santos, com um gol irregular do zagueiro Rhodolfo, impedido no lance em que mandou de cabeça para a rede defendida por Gatito. O Botafogo, que teve gol anulado de Kieza – a arbitragem considerou que estivesse em posição irregular -, reclamou muito de João Batista de Arruda e companhia.

Com o resultado, o Rubro-negro chega aos seis pontos e está na liderança do Grupo B. Já o Alvinegro, que tem os mesmos seis pontos, aparece em quarto lugar no Grupo C. Na próxima rodada, o Botafogo encara o Bangu, na terça-feira (06), às 21h30, no Nilton Santos. Na quarta (07), o Flamengo tem pela frente o Boavista, em Volta Redonda., às 21h45.

O Flamengo foi melhor no primeiro tempo. É bem verdade que saiu na frente com um gol em irregular de Rhodolfo, de cabeça após cobrança de falta de Diego, aos três minutos. A desvantagem fez o Alvinegro buscar uma reação rápida, e várias chances foram criadas: com Ezequiel, em chute que Diego Alves espalmou, com Kieza, em cabeçada que terminou em gol anulado pela arbitragem – foi considerado impedimento num lance difícil até no replay -, e com Valencia em mais uma intervenção do goleiro do Flamengo.

Mas as chances desperdiçadas deram uma murchada no Botafogo, e o Flamengo passou a trocar passes. Chegou bem em cobrança de falta de Diego defendida por Gatito, mas não fez o suficiente para ampliar a vantagem. Já o Alvinegro passou a insistir nas bolas altas, recurso que a defesa rival levava vantagem quase sempre.

O segundo tempo foi de uma pobreza técnica. Muitos chuveirinhos sem sucesso, erros de passe e poucas chances claras criadas. Réver, machucado, saiu para Leo Duarte entrar. Leo Valencia deixou o campo vaiado para a entrada de Marcos Vinícius, que pelo menos foi mais vibrante. Dourado, muito apagado, foi trocado por Vizeu. E o apagadíssimo Everton Ribeiro foi trocado por Vinicius Junior.

Sem Réver, o Botafogo conseguiu levar algum perigo nas bolas aéreas. Só não empatou aos 31 porque Diego Alves fez linda defesa em cabeçada de Marcelo. Os ânimos seguiram quentes diante de uma arbitragem que não poupou cartões, um deles para Vinicius Junior, expulso após carrinho em Igor Rabello. Foram apenas 10 minutos do jogador do Real Madrid em campo.  Marcelo só não empatou o jogo porque Diego Alves fez linda defesa. E foi só.

 

Flamengo 1×0 Botafogo

Estádio Nilton Santos (Rio de Janeiro)

Árbitro: João Batista de Arruda

Assistentes: Luiz Antônio Muniz de Oliveira e Gabriel Conti Viana

Flamengo: Diego Alves; Rodinei, Réver (Léo Duarte), Rhodolfo e Renê; Jonas, Lucas Paquetá, Diego, Éverton Ribeiro (Vinícius Júnior) e Éverton; Henrique Dourado (Felipe Vizeu) Técnico: Paulo Cesar Carpegiani.

Botafogo: Gatito Fernández; Marcinho, Marcelo, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, João Paulo e Valencia (Marcos Vinícius); Ezequiel (Leandro Carvalho) Kieza e Rodrigo Pimpão (Brenner). Técnico: Alberto Valentim.

Cartões amarelos: Jonas, Diego, Lucas Paquetá, Henrique Dourado (Flamengo); Marcelo, Moisés, Ezequiel, Leandro Carvalho, Rodrigo Pimpão (Botafogo)

Gol: Rhodolfo, 3’/1ºT (1-0)

Renda: R$ 294.643,00

Público: 7.396 pagantes e 9.015 presentes