Série B1: Americano goleia o Tigres e atinge recorde de invencibilidade

Na tarde desta quarta-feira (18), pela segunda rodada da Taça Corcovado, o Tigres do Brasil recebeu o Americano no Estádio Los Larios para fazer a reedição da final da Taça Santos Dumont. E o resultado foi favorável, mais uma vez, para a equipe de Campos. Com isso, chega a 12 jogos de invencilidade em toda a história do clube. Nesta temporada, conquista sua  11ª vitória consecutiva.

O Cano venceu por 4 a 1 e com isso chega a 6 pontos e 100% de aproveitamento. Os gols foram marcados por Marquinhos, Valdir, Maikon Aquino e Paulo Vitor; Gabriel descontou para as Feras da Baixada.

Do outro lado, o Tigres amarga a lanterna do grupo B com duas derrotas em dois jogos – vale ressaltar, que o time perdeu o último jogo por W.O, pois não conseguiu chegar a tempo da partida, devido um acidente no caminho ao Estádio.

PÊNALTI NO PRIMEIRO TEMPO!

A partida começou dividida e com grande expectativa dos donos da casa em conseguirem os três pontos. Logo no início da partida, um lance forte entre Chamel e Maikon Aquino, onde os jogadores dividiram na lateral, o atacante do Americano acabou levando a pior, saindo direto para ambulância. A torcida que se preocupava com o artilheiro fora do jogo, ficou mais tranquila após um longo atendimento, em torno de 15 minutos, em que Maikon levou três pontos no supercílio, mas pode, finalmente, voltar ao jogo e participar do primeiro lance de perigo do Americano.

O Tigres parecia não se encontrar muito dentro de campo. Com bolas aéreas e muitos chutes de fora da pequena área, a equipe de Xerém não conseguia se reencontrar em jogadas mais objetivas. O atacante Diego Sales não se destacou e acabou deixando o papel de destaque para Jonathan, que em falta batida chutou bem forte, mas nada aconteceu. O primeiro escanteio para o Tigres, só veio aos 20 minutos, com cobrança de Diego Sales, mas Dudu mandou a bola para fora.

Apesar de possuírem o mesmo esquema tático, o 4-3-3 e com meio campo bastante povoado, os times se apresentavam bastante diferente dentro de campo. Enquanto o Americano usava seu forte contra-ataque, o Tigres parecia estar perdido com seus chutes de longa distância.

É penâlti! Aos 34 minutos, Maikon Aquino foi derrubado por Allan Miguel dentro da área e o juiz Mauricio marcou penalidade máxima para os visitantes. O pênalti foi convertido por Marquinhos e abriu o placar para os visitantes. No final da partida, aos 41 minutos, Léo Flores fez uma bela defesa após o Alvinegro de Campos chegar com um belo chute de Claudio Maradona.

CHUVA DE GOLS MARCA A SEGUNDA ETAPA

Diferente do primeiro tempo, o segundo começou de maneira agitada. Com substituição do lado do Cano, o técnico Josué Teixeira optou em tirar Cláudio Maradona, a fim preserva-lo para o próximo jogo, tendo em vista que o jogador já tinha dois cartões amarelos na conta. No lugar dele, entrou o camisa 17, Fernando. De forma eletrizante, o segundo tempo começou com direito a gol. Aos cinco minutos, Sanderson, pelo lado direito, começou a jogada com Valdir. A bola passou por Bruninho que tocou para Aquino e por fim, voltou para Valdir que deixou sua marca, ampliando para o Americano. E não deu tempo do Tigres reagir. Logo aos 13, Bruno Vianna roubou a bola e lançou para o vice-artilheiro da competição, Maikon Aquino que estava livre para fazer, de cavadinha, o terceiro gol do Cano.

Mesmo com três gols contra os donos da casa, o time não desanimou. O jogo estava pegando fogo para o Tigres, quando Jonathan, em cobrança de falta, acertou o travessão. Aos 17, em cobrança de escanteio, o lateral-direito Gabriel cabeceou e diminui o prejuízo para os donos da casa. Para finalizar a goleada, aos 34, Paulo Vitor finalizou e fechou a goleada: Tigres 1 x 4 Americano.

Com a vitória, o Americano divide a liderança do grupo A com Sampaio Corrêa e America. Na próxima rodada, o Cano enfrenta o Audax Rio, no Estádio Ângelo de Carvalho, em Campo dos Goytacazes. Já o lanterna do grupo B, o Tigres, visita o Sampaio Corrêa, no Lourival Gomes, em Saquarema. Os dois jogos serão realizados no sábado (21), às 15 horas.

Tigres do Brasil 1×4 Americano

Local: Estádio Los Lários

Árbitro: Mauricio Machado Coelho Junior

Assistentes: Ricardo Araujo de Souza e Rodrigo Faria Romão

Tigres: Léo Flores; Gabriel, Allan Miguel (Lucas Félix), Anderson e Wesley; Chamel, Dudu (Sibito), Jonathan e Diego Sales; Daniel Marins e Charles Chad (Felipe Araújo). Técnico: Marco Antonio Rodrigues (Merica)

Americano: Luís Henrique; Valdir, Admilton, Kadu e Rafinha; Sanderson, Marquinhos (Abuda) e Paulo Vitor; Bruno Vianna (Gustavo), Cláudio Maradona (Fernando) e Maikon Aquino. Técnico: Josué Teixeira.

Gols: Marquinhos (ANO – 34 / 1T), Valdir (ANO – 5 / 2T), Maikon Aquino (ANO -12 / 2T), Gabriel (TIG – 17 / 2T) e Paulo Vitor (ANO – 34 / 2T)

Cartões amarelos: Allan Miguel, Dudu, Jonathan e Daniel Marins (Tigres); Bruno Vianna, Cláudio Maradona, Maikon Aquino (Americano)

Cartões vermelhos: Não houve.

Público: 95 pagantes e 250 presentes

Renda: R$ 1.750,00