Sérvia bate a Costa Rica e sai na frente no grupo do Brasil

Costa Rica e Sérvia abriram os trabalhos do quarto dia da Copa do Mundo da Rússia e do Grupo E da competição, o mesmo do Brasil. Embalados após a boa campanha no Mundial de 2014, quando pararam apenas nas quartas-de-final, eliminados pela Holanda, os Ticos saíram derrotados diante dos sérvios.

O jogo disputado na Arena Samaranão foi um primor de qualidade técnica, mas quem conseguiu ficar acordado foi premiado por um belo gol de falta de Kolarov, já na segunda etapa. O placar mínimo, de 1 a 0, fez justiça ao empenho da Sérvia, que buscou o ataque do início ao fim da peleja. Conservador, o time de Oscar Ramirez optou por esperar as ações do adversário europeu e não teve forças para reagir, mesmo com as entradas de Bolaños e Campbell. Melhor para os comandados de Mladen Krstajic, que largaram na frente e aguardam pelo confronto entre Brasil e Suíça, neste domngo (17).

De volta a uma Copa oito anos depois, a Sérvia iniciou a partida buscando o gol. Logo no primeiro minuto de jogo, Mitrovic deu trabalho à zaga costarriquenha após cobrança de escabteio. No lance seguinte, resposta latina. Ureã invadiu a área pela direita, mas o goleiro Stojkovic saiu bem e impediu a finalização. Antes dos dez mnutos de jogo, o zageurião González desferiu duas cabeçadas contra o gol sérvio, sem sucesso, antes dos europeus conseguirem impor o domínio da peleja. Savic, Tadic e as chegadas de Kolarov foram as principais opções sérvias no primeiro tempo, mas pararam no goleiro Navas e na própria falta de pontaria. Fechada na defesa, a Costa Rica não conseguia levar perigo no contra-ataque.

Na volta do intervalo a Sérvia voltou com o mesmo ímpeto ofensivo. Logo aos quatro minutos Navas salvou a pátria e defendeu chute de Mitrovic. O goleiro do Real Madrid, porém, nada pode fazer para evitar o golaço de falta de Kolarov, aos dez minutos da etapa final. O lateral-esquerdo da Roma bateu com força e precisão no canto esquerdo do arqueiro adversário, sem chances de defesa. A Sérvia chegava ao primeiro gol na bola parada, após insistir em bolas alçadas na área costarriquenha.

A tentativa de reação da Costa Rica só veio depois de sofrer o gol. Bolaños e Campbell entraram nas vagas de Venegas e Ureña, respectivamente. Com mais de 60 minutos disputados, a equipe sensação da Copa no Brasil, quando liderou grupo com as campeãs mundiais Itália, Uruguai e Inglaterra, começou a trabalhar mais a bola no campo ofensivo. A pressão esperada não aconteceu. Apenas depois dos 40 minutos do segundo tempo a Costa Rica conseguiu se aproximar da área da Spervia, mas sem muito perigo. Em vantagem no placar, os sérvios ainda tiveram chances de ampliar, mas Navas se fez presente e impediu que o prejuízo dos latinos fosse maior.

Fim de papo em Samara. A Sérvia lidera o Grupo E e enfrenta a Suíça, na sexta-feira (22), em Kaliningrado. A Costa Rica será adversária do Brasil, no mesmo dia, em São Petersburgo.

Sérvia 1×0 Costa Rica

Local: Arena Samara (Samara-RUS)

Árbitragem: Malang Diedhiou (SEN)

Auxiliares: Djibril Camara (SEN) e El Hadji Samba (SEN)

Costa Rica: Navas, Acosta, González e Duarte; Gamboa, Calvo, Guzmán (Colindres); Borges e Venegas (Bolaños); Bryan Ruiz e Ureña (Campbell). Técnico: Oscar Ramírez.

Sérvia: Stojkovic, Ivanovic, Tosic, Milenkovic e Kolarov; Matic, Milivojevic, Tadic (Rukavina), Milinkovic-Savic e Lijajic (Kostic); Mitrovic (Prijovic). Técnico: Mladen Krstajic.

Cartões amarelos: Calvo e Guzmán (Costa Rica); Prijovic e Ivanovic (Sérvia)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gol: Kolarov – Sérvia (10′ – 2° tempo)

Público: 41.432