Sornoza brilha, Flu bate o Defensor-URU e abre vantagem na Sulamericana

Com um gol e uma assistência, Sornoza foi decisivo para a vitória do Fluminense por 2 a 0 sobre o Defensor-URU | Lucas Merçon (FFC)

Os quase 15 mil torcedores presentes no Maracanã, na fria e chuvosa noite desta quinta-feira (03), já tinham aceitado que iriam para casa com o tenebroso empate em 0 a 0 quando a estrela do equatoriano Junior Sornoza resolveu brilhar. Com uma assistência para o gol de Digão aos 41 minutos da segunda etapa e um lindo gol olímpico já nos acréscimos, o camisa 10 do Tricolor das Laranjeiras foi o grande responsável pela vitória por 2 a 0 sobre o Defensor-URU, em duelo da segunda fase da Copa Sulamericana.

Com algumas surpresas na escalação, como as presenças de Léo no lugar de Gilberto que foi vetado por dores musculares, Airton substituindo Richard, Marcos Junior na vaga Júnior Dutra, machucado e Matheus Alessandro na vaga de Matheus Norton que sequer foi relacionado, o técnico Marcelo Oliveira ousou montando um Flu mais ágil e ofensivo com três atacantes, mas nos 45 minutos iniciais encontrou um rival que entrou em campo decidido a defender. O sistema com três zagueiros adotado pelos uruguaios desde o começo do ano, foi reforçado e a linha defensiva passou a ter cinco jogadores. Apesar de ter tido mais posse de bola (cerca 83%), o Tricolor das Laranjeiras pouco ameaçou, tendo feito apenas seis finalizações, sem muito perigo, e poucas jogadas elaboradas.

Percebendo que as coisas não saíram conforme programado na etapa inicial, Marcelo Oliveira não demorou a mudar o time tricolor no segundo tempo. Aos 11 minutos, mandou a campo Everaldo no lugar do lateral-direito Léo. A ideia era superar a retranca e a cera do adversário na base da jogada individual. Não deu certo. E, quando a partida se encaminhava para um chato 0 a 0 foi na bola parada que os gols do tricolor saíram. Aos 41, depois de cobrança de escanteio de Sornoza, Digão subiu para cabecear no ângulo de Reyes e a bola ainda tocou no travessão antes de entrar: 1 a 0 para o Fluminense.

Digão marcou, de cabeça, após cobrança de escanteio de Sornoza o gol que abriu caminho para a vitória do Fluminese sobre o Defensor | Lucas Merçon (FFC)

Pouco tempo depois, já nos acréscimos, aos 47 minutos, Sornoza – depois da assistência para Digão- resolveu mandar direto para o gol a cobrança de escanteio. Gol olímpico do Fluminense no Maracanã, 2 a 0 no placar e boa vantagem para o jogo de volta no Uruguai. Disposto totalmente a só marcar, o Defensor – que finalizou uma única vez e para fora ao longo dos 90 minutos- deixa o Rio de Janeiro com um resultado ruim.

A partida de volta pela segunda fase da Copa Sulamericana será no próximo dia 16, às 21h45, no estádio Luis Franzini, em Montevidéu e a equipe carioca pode perder por um gol de diferença que ainda sim se classifica. Antes disso, o Fluminense volta a campo no domingo (05), no Maracanã, às 19h, contra o Bahia, em duelo da décima sétima rodada do Campeonato Brasileiro.

Fluminense 2×0 Defensor-URU

Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Germán Delfino (ARG)

Assistentes: Diego Bonfa e Cristian Navarro (ARG)

Fluminense: Júlio César; Léo (Everaldo), Gum, Digão, Ayrton Lucas; Airton (Richard ), Jadson, Sornoza; Matheus Alessandro (Pablo Dyego), Marcos Júnior, Pedro T: Marcelo Oliveira.

Defensor: Reyes; Maulella, Correa, Carrera; Suárez, Rabuñal, Cardacio, Cougo (Rivero), Goñi; López (Corrêa), Waterman (Navarro) T: Eduardo Acevedo.

Cartões amarelos: Digão, Sornoza (Fluminense), Suárez, Carrera, Rivero, Cardacio (Defensor)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Digão – Fluminense (41’/2º tempo) e Sornoza – Fluminense (47’/2º tempo)

Público: 14.895 presentes

Renda: R$ 325.205,00