Time formado por atletas surdos também tem seu artilheiro no Carioca de Futsal

Matheus Moura marcou todos os quatro gols da AVD no Carioca de Futsal Adulto | Divulgação
Matheus Moura marcou todos os quatro gols da AVD no Carioca de Futsal Adulto | Divulgação

Primeiro time formado por atletas surdos a disputar uma competição oficial contra adversários ouvintes, a Associação Valorizando as Diferenças (AVD) é lanterna do Campeonato Estadual de Futsal. Essa é a segunda vez que a equipe participa da competição. Após cinco rodadas, a time da Ilha do Governador acumula derrotas nos cinco jogos, nos quais sofreu 107 gols e marcou apenas quatro. É nesta diferença que sobressai seu principal jogador: o pivô Matheus Moura, de 20 anos.

Saíram dos pés do jogador, estreante em competições oficiais, todos os gols da AVD. Ele explica as dificuldades enfrentadas pela equipe e o desafio de enfrentar os principais times do estado.

— Para os ouvintes, o futsal é bem mais fácil. Isso me obriga a tirar o melhor de mim, faz com que eu me esforce ao máximo, porque é um jogo diferente e, realmente, muito difícil. Meu grande sonho era poder jogar uma competição oficial, e estou muito feliz de poder realizar isso na AVD — afirma o atleta, que torce pelo Flamengo e tem como ídolos Cristiano Ronaldo, Zico e Adriano.

O treinador Eduardo Duarte está entusiasmado com o desempenho do pupilo nos jogos.

— É um jogador canhoto, muito habilidoso, que está aprendendo a importância da consciência tática, algo complexo para os atletas surdos, que não chegam à equipe completos por causa da dificuldade que enfrentam nos trabalhos de base. Isto é algo que exige tempo para assimilação. Matheus tem um chute forte, o que faz dele um de nossos principais chutadores — afirma Duarte.

Nesta sexta-feira, Moura marcou o gol solitário da AVD na derrota por 29 a 1 para a Portuguesa, em jogo realizado no ginásio do Jequiá, na Ilha do Governador. O treinador entende que ele poderia ter saído com um feito mais expressivo da partida.

— A arbitragem não assinalou um gol legítimo nosso, e ele ainda desperdiçou um pênalti. Mas está tudo bem, é um jogador dedicado, esforçado e com grande potencial — conclui.

A AVD volta à quadra nesta quarta-feira (8), para enfrentar o Maria da Graça, novamente no ginásio do Jequiá. A partida acontece às 20h30m.