Torcida do Campo Grande promove mutirões para recuperar estádio

Torcedores ajudam voluntariamente o Campo Grande a recuperar o Estádio Ítalo del Cima | Divulgação
Torcedores ajudam voluntariamente o Campo Grande a recuperar o Estádio Ítalo del Cima | Divulgação
Torcedores ajudam voluntariamente o Campo Grande a recuperar o Estádio Ítalo del Cima | Divulgação
Torcedores ajudam voluntariamente o Campo Grande a recuperar o Estádio Ítalo del Cima | Divulgação

Ítalo del Cima precisa de injeção de recursos 

Desde a última passagem do Campo Grande pela Série A do Campeonato Carioca, no já quase remoto ano de 1992, o Estádio Ítalo del Cima sofre com a falta crônica de recursos do clube para sua manutenção. Esse ano, dois temporais derrubaram as torres de iluminação da casa do Galo da Zona Oeste. Um infortúnio que a torcida está disposta a contornar, com muitas horas de dedicação e amor, por meio de mutirões. Esse ano já foram realizados três encontros, nos quais foram removidos diversos sacos de lixo, entulho e o mato alto foi aparado. O grupo também realizou reparos pontuais.

No último encontro, os torcedores também pintaram partes do estádio e removeram pichações. O próximo está previsto para o próximo sábado (21), a partir das 8h. Dessa vez, o grupo, que aguarda a adesão de novos voluntários, pretende recuperar a fachada do estádio. Para isto, pede também doação de baldes de tinta, rolos e pincéis. Um dos organizadores do mutirão, Ramon Dias, do Movimento Avante Campo Grande, destaca o ponto mais importante da proposta.

— São ações pequenas, pontuais. Mais importante do que recuperar o estádio, que precisa de investimentos, é repovoar o clube. Trazer os torcedores, sócios e moradores para dentro do Campo Grande — afirma.

A iniciativa ajuda a resgatar a autoestima do clube. Esse ano, dois temporais resultaram na derrubada de duas antigas torres de iluminação do estádio, que já não funcionavam mais. Não houve feridos e as estruturas já foram removidas.

Os problemas têm impedido o estádio de obter os laudos liberatórios para que possa mandar jogos da Série C (equivalente à quarta divisão) no local. As partidas em que o Alvinegro é o mandante têm acontecido em Mesquita e Itaboraí.