Vasco cria boas chances mas fica no empate sem gols com o Atlético-MG

Vasco criou boas chances mas não marcou contra o Galo e saiu de Minas com um empate sem gols | Carlos Gregório Jr (Vasco.com,br)

Atlético-MG e Vasco não saíram do 0 a 0 na noite desta quinta-feira (23), no Estádio Independência, em Belo Horizonte. Mesmo sem gols, o confronto foi marcado por muita emoção e grandes chances para os dois lados. O resultado, é claro, não foi tão bom para as equipes, uma vez que o Galo que jogava em casa se afastou dos líderes e o Gigante da Colina seguiu a dois pontos do Z-4, porém com dois jogos a menos.

Com a igualdade o Vasco chegou aos 21 pontos na competição nacional e na próxima rodada encara a Chapecoense, no domingo (26), às 19h, em São Januário.

PRIMEIRO TEMPO BASTANTE MOVIMENTADO

Como era de se esperar, o Atlético-MG começou o jogo em cima do Vasco. Apoiado pelos torcedores, que lotaram o Independência, o Galo chegou com perigo algumas vezes. Logo aos 11 minutos, por exemplo, Nathan recebeu passe de Ricardo Oliveira na área e bateu para fora. O Cruzmaltinho, por outro lado, apostava na força de Maxi Lopez, que fazia o trabalho de pivô. O lance mais perigoso do time foi uma falta cobrada por Pikachu aos 32 minutos.

FALTA DE PONTARIA MARCA A SEGUNDA ETAPA E PARTIDA TERMINA SEM GOLS

Após o intervalo, o Vasco voltou melhor no segundo tempo e igualou o jogo. Recém-contratado, Maxi quase abriu o placar do Independência aos 12 minutos. O argentino aproveitou cruzamento de Pikachu e tentou de letra, mas a bola foi para fora. Com a entrada de Luan, os donos da casa melhoraram e passaram a ter mais movimentação. Aos 16, Elias entrou na área e chutou forte para bela defesa de Martin Silva. Pouco tempo depois, aos 25, o Galo quase fez o primeiro. Leonardo Silva desviou para o meio da área, e todo mundo tentou acertar a bola, mas nada. Até que Ricardo Oliveira ajeitou para Luan, bater de primeira. Elias dominou e tentou chutar de novo, mas Luiz Gustavo afastou o perigo para o Vasco.

A partir daí o Vasco se segurou como pode e teve uma grande chance com Andrey, aos 32, que recebeu de Pikachu sozinho na entrada da área e bateu. Victor salvou o Galo. No último minuto do duelo, o Atlético ainda acertou a trave vascaína com Ricardo Oliveira.

Atlético-MG 0x0 Vasco

Estádio Independência (Belo Horizonte – MG)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Jorge Eduardo Bernardi (RS) e Lucio Beiersdorf Flor

Atlético-MG: Victor, Emerson, Leonardo Silva, Maidana e Fábio Santos; Matheus Galdezani (Denilson), Elias (Andrade), Nathan (Luan) e Cazares; Chará e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Vasco: Martin Silva, Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Desábato, Andrey, Wagner (Vinícius Araújo), Raul e Yago Pikachu (Ricardo Graça); Maxi López (Ríos). Técnico: Valdir.

Cartões amarelos: Matheus Galdezani, Leonardo Silva (Atlético-MG); Martín Silva, Lenon, Wagner, Vinícius Araújo (Vasco)

Gols: –

Renda: R$ 381.840,00

Público: 22.452 presentes