Vasco perde para o Corinthians e segue ameaçado de rebaixamento

O Vasco precisará fazer quatro pontos nos próximos três jogos para se livrar do rebaixamento | Rafael Ribeiro (CRVG)

O Vasco foi vítima da famosa “lei do ex” ao ser derrotado pelo Corinthians na noite deste sábado (17), no Itaquerão, pela trigésima quinta rodada do Campeonato Brasileiro. O meia Mateus Vital, revelado na base vascaína, foi o autor do gol da partida após assistência de Fagner, também ex-jogador do Cruzmaltino. O duelo foi marcado por muitas reclamações em relação à arbitragem por parte do time carioca.

Com o resultado, o Vasco segue muito ameaçado pelo fantasma do rebaixamento. O Gigante da Colina permaneceu na décima quarta posição com 39 pontos e pode entra na zona da degola ao fim da rodada. Já o Corinthians espantou qualquer possibilidade de queda e subiu para a décima segunda posição com 43 pontos.

Com as duas equipes brigando contra o rebaixamento, a partida começou truncada e tensa. O Corinthians apoiado por sua torcida tomava a iniciativa e explorava os lados do campo. Já o Vasco jogava no contra-ataque e tentava todas as jogadas com o meia Thiago Galhardo, que sobrecarregado não conseguia ser produtivo. O panorama do jogo permaneceu nos trinta minutos iniciais.

Depois disso, o Gigante da Colina passou a marcar pressão no campo de defesa do Timão e começou a incomodar. O duelo ficou mais aberto e as duas equipes criaram algumas oportunidades, porém, nenhuma de muito perigo. Aos 37, o Cruzmaltino reclamou pênalti de Thiaguinho em Kelvin. A juiz Wilton Pereira de Sampaio mandou a partida seguir. O clima esquentou e, irritado, o técnico Alberto Valentim foi expulso após tacar um copo no chão no final da primeira etapa.

O Corinthians voltou mais ofensivo para a segunda etapa e logo foi recompensado. Aos quatro minutos, a “lei do ex” funcionou e Mateus Vital, revelado no Vasco, subiu sozinho para testar para o gol após belo cruzamento de Fagner. Na frente no placar, o Coringão recuou e passou a jogar no contra-ataque durante toda a segunda etapa.

O Gigante da Colina precisando do resultado se lançou à frente e chegou a criar boas oportunidades, como em cabeçada de Leandro Castan aos 33. Com os espaços deixados pelo time carioca, o Timão quase ampliou o placar com Roger, que frente a frente com Fernando Miguel, desperdiçou.

Aos 39, mais um pênalti reclamado pelos cariocas, dessa vez Marrony disse ter sido puxado por Danilo Avelar e a arbitragem mandou seguir. No último lance do jogo, o Vasco quase empatou em um lance que fez muitos corações pararem dos dois lados das torcidas. O zagueiro Henriquez arriscou de longe e bola explodiu no travessão para alívio da torcida corintiana e tristeza dos vascaínos.

Agora, o Vasco volta a campo na quinta-feira (22) para enfrentar o São Paulo, às 20h, em São Januário. Já o Corinthians joga na quarta-feira (21) contra o Atlético-PR, às 21h:45, na Arena da Baixada.

Corinthians 1 × 0 Vasco

Arena Corinthians (Itaquera – SP)

Árbitro: Wilton Pereira de Sampaio  (GO/FIFA)

Assistentes:  Fabrício Vilarinho da Silva (GO/FIFA)e Bruno Raphael Pires (GO/FIFA)

Corinthians: Cássio; Fágner, Léo Santos, Henrique, Danilo Avelar; Ralf, Thiaguinho (Araos), Mateus Vital (Clayson), Jadson; Pedrinho, Danilo (Roger). Técnico: Jair Ventura.

Vasco:Fernando Miguel; Raul (Caio Monteiro), Henríquez, Leandro Castan e Henrique; Andrey (Dudu), Desábato, Thiago Galhardo, Kelvin (Marrony), Yago Pikachu; Andrés Rios. Técnico: Alberto Valentim.

Gols: Mateus Vital, 04’/2ºT (1-0)

Cartões amarelos: Fágner, Jadson (Corinthians); Fernando Miguel, Leandro Castan (Vasco).

Cartões vermelhos: Alberto Valentim (Vasco)

Público: 38.605 pagantes

Renda: R$ 1.350.667,50