Vasco tem falhas individuais e sofre a primeira derrota no Brasileirão

Yago Pikachu marcou o primeiro gol do Gigante da Colina de pênalti e foi um dos poucos que teve uma boa atuação pelo lado do Cruzmaltino | Paulo Fernandes (CRVG)

Com muitos erros defensivos, o Vasco voltou a tomar três gol e foi derrotado por 3 a 2 para o Vitória-BA, neste domingo (13), em São Januário, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Em tarde infeliz de Werley, que marcou contra, e Desábato, que falhou em um gol, o Cruzmaltino conheceu sua primeira derrota na competição. Com o resultado, o Gigante da Colina manteve os sete pontos e caiu para a sexta colocação. Já o Vitória chegou aos quatro pontos e ocupa a 17° posição.

O Vasco começou o primeiro tempo apostando na velocidade de Yago Pikachu que atuava de meia-direita. O jogador teve duas boas oportunidades nos primeiros quinze minutos. Numa delas, quase fez um belo gol de cobertura batendo de muito longe. Porém, quem abriu o placar foi o Vitória. Aos 17, em erro na saída de bola, Desábato recuou mal para Martín Silva, Neilton dividiu com o goleiro e a bola sobrou para André Lima completar para o fundo das redes.

Apesar de ter muito mais posse de bola, o Gigante da Colina não conseguia transformar em chances reais de gol. Aos 37, Rhayner fez pênalti infantil em Wagner e o Cruzmaltino teve grande oportunidade de marcar. Rios cobrou e Caíque fez excelente defesa, mas, no rebote, o goleiro do Vitória deu um carrinho em Caio Monteiro: mais uma penalidade para o time de São Januário. Dessa vez, Pikachu, o melhor em campo, chamou a responsabilidade e converteu: 1 a 1.

A segunda etapa começou com o Vitória igualando mais as ações do jogo. O Vasco insistia nas jogadas com Pikachu que quase marcou em chute de longe. Mas, aos 25, uma maré de azar se iniciou para o time de São Januário. Lucas Fernandes invadiu a área e chutou, a bola bateu em Desábato e entrou. Cinco minutos depois, mais uma infelicidade aconteceu. Em escanteio na área, Werley desviou contra o próprio patrimônio: 3 a 1.

O Gigante da Colina ainda esboçou uma reação. Aos 37, Rios recebeu lançamento de Kelvin e estufou as redes. Riascos ainda teve oportunidade de empatar, mas isolou, deixando a torcida vascaína irritada com o lance e com a primeira derrota do clube no Brasileiro.

O próximo jogo do Vasco pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro será o Clássico dos Milhões. O Cruzmaltino enfrenta o Flamengo no sábado (19), às 19h, no Maracanã.

 

Vasco 2 x 3 Vitória-BA

Estádio de São Januário (Rio de Janeiro – RJ)

Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima – RS (CBF)

Assistentes:  Leirson Peng Martins – RS (CBF) e Lucio Beiersdorf Flor – RS (CBF)

Vasco: Martin Silva; Rafael Galhardo, Breno, Werley e Henrique; Desábato, Bruno Silva (Bruno Cosendey), Yago Pikachu,Wagner (Riascos); Caio Monteiro (Kelvin), Andrés Ríos. Técnico: Zé Ricardo.

Vitória: Caíque; Jeferson, Kanú, Walisson Maia, Lucas; Willian Farias, Fillipe Soutto, Rhayner (Lucas Fernandes); Neilton, Wallyson, André Lima (Denilson). Técnico: Wagner Mancini.

Cartões amarelos: Breno, Henrique (Vasco); Wallyson Maia, Willian Farias, Fillipe Souto (Vitória)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: André Lima – Vitória (17’/ 1° tempo); Yago Pikachu – Vasco (39’/1° tempo); Lucas Fernandes – Vitória (25’/2° tempo); Gol Contra Werley – Vitória (30/2° tempo); Andrés Rios – Vasco (38’/2° tempo)

Público: 3.143 pagantes e 3.542 presentes

Renda: R$ 81.630,00