Vasco vence o Bahia mas não consegue avançar na Copa do Brasil

Após a derrota por 3 a 0 em Salvador, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil – em duelo que foi realizado antes da pausa para a Copa do Mundo- o Vasco derrotou o Bahia por 2 a 0, na noite desta segunda-feira (16), em São Januário, mas não conseguiu garantir a classificação para as quartas de final da competição nacional. Pikachu e Andrey marcaram para o Cruz-Maltino, mas com o regulamento em mãos, o Tricolor criou pouco e deixou o adversário jogar. No fim, conseguiu suportar a pressão e se aproveitou do nervosismo dos cariocas para avançar.

Com o resultado negativo – apesar da vitória- o Vasco dá adeus à Copa do Brasil ainda nas oitavas de final e volta o foco totalmente para a disputa da Copa Sulamericana, competição que iniciará em breve para o Cruz-Maltino e do Campeonato Brasileiro, onde o Gigante da Colina ocupa a décima primeira colocação com 15 pontos e um jogo a menos.

Como não poderia ser diferente, o Vasco dominou completamente as ações da partida no primeiro tempo. Precisando dos gols, o Cruz-Maltino teve mais posse de bola, porém, se precipitou nas jogadas e foi atrapalhado pela ansiedade, que também vinha dos mais de 17 mil torcedores presentes em São Januário. Aos 33 minutos, após Ríos, um dos melhores em campo, sofrer pênalti, Pikachu converteu e o Gigante da Colina conseguiu abrir o placar: 1 a 0. Muito recuado, o Bahia jogou com a preocupação de se defender e não agrediu o adversário. Ao contrário, chamou o Vasco para o seu campo, abusou das faltas e não soube usar a vantagem na etapa inicial.

Andrey marcou na segunda etapa o segundo gol da vitória do Vasco sobre o Bahia | Rafael Ribeiro (Vasco.com.br)

Apesar de ter voltado melhor para o segundo tempo, o Bahia logo se perdeu e deixou o Vasco ser o protagonista também na etapa final. O time de Jorginho apostou nas jogadas individuais, enquanto a equipe de Enderson Moreira tentava gastar o tempo da forma que conseguia. O Tricolor optou por investir nos contra-ataques, mas a lentidão na transição da defesa para o ataque atrapalhou. O Cruz-Maltino, pelo alto, ampliou com Andrey  aos 19 minutos e partiu para o tudo ou nada, mas não conseguiu converter as chances criadas em gol. No fim, o jogo terminou com tensão, dois expulsos ( um para cada lado) e muita reclamação dos jogadores com a arbitragem.

Agora, o Vasco se prepara para enfrentar o Fluminense, na próxima quinta-feira (19), às 20h, também em São Januário em clássico válido pela décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro.

Vasco 2×0 Bahia

Estádio de São Januário (Rio de Janeiro – RJ)

Árbitro: Rafael Traci (PR)

Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)

Vasco: Martin Silva; Rafael Galhardo (Kelvin), Breno, Ricardo Graça e Ramon (Henrique); Desabato, Andrey, Wagner, Giovanni Augusto e Pikachu; Adres Rios. Técnico: Jorginho.

Bahia: Anderson; Nino (Flavio), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton, Mena, Vinicius e Zé Rafael; Edigar Junio. Técnico: Enderson Moreira.

Cartões amarelos: Desabato e Ricardo Graça (Vasco); Vinicius, Edigar Junio, Lucas Fonseca e Zé Rafael (Bahia)

Cartões vermelhos: Andres Rios (Vasco) e Léo (Bahia)

Gol: Yago Pikachu – Vasco (33’/1º tempo) e Andrey – Vasco(19’/2º tempo)

Público: 17.011 pagantes

Renda: R$ 244.820,00