Vinicius Zani lamenta derrota no LFA, mas declara: “Eu nunca perco, apenas aprendo”

Atleta de 30 anos, Vinicius Zani disputou na última semana, 23 de março, o cinturão peso-galo do Legacy na edição de número 36 da organização norte-americana. O brasileiro enfrentou Ricky Simon, e apesar do bom momento na luta, acabou derrotado por nocaute ainda no primeiro round. Zani não escondeu a frustração pela derrota, e admitiu que o excesso de confiança pode ter sido determinante para o resultado negativo do combate:

“Pequei pelo excesso, estava muito confiante, foi o melhor camp da minha vida, melhor perda de peso da minha vida, pequei pela confiança. Estava seguro que iria nocautear no segundo round, mas aprendi, eu nunca perco, apenas aprendo, segue jogo.”

Foto: Dave Mandel

Atualmente na Black House, conceituada equipe no mundo das lutas, Zani pretende continuar nos Estados Unidos aperfeiçoando seu jogo. Antes da derrota no LFA 36, o brasileiro, natural de São Paulo acumulava 4 triunfos consecutivos na carreira. De olho em voltar a rota do UFC, maior objetivo de Zani, o atleta treina para voltar logo ao cage do Legacy:

“O próximo passo agora é voltar a subir de novo. Dei alguns passos para trás, mas agora é voltar a trabalhar, não foi o suficiente, não existe desculpa, o foco continua o mesmo. Lions don’t complain (Leões não reclamam)”, finalizou Zani.

Foto: Dave Mandel

Com um cartel de 11 vitórias, e apenas 5 derrotas na carreira, Zani é reconhecido pelo seu estilo agressivo no cage, que já lhe garantiram 5 vitórias por nocaute como atleta profissional.