Fla suporta pressão do São Paulo e conquista o 4º título da Copinha

Garotada rubro-negra comemorou muito a conquista do quarto título do Flamengo na Copa São Paulo | Marcos Riboli

Com uma atuação impecável do sistema defensivo, principalmente dos zagueiros Patrick e Dantas e do goleiro Yago Darub, o Flamengo venceu o São Paulo por 1 a 0 com gol de Wendel, na manhã desta quinta-feira (25), no Estádio do Pacaembu e conquistou o título da Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2018, o quarto do rubro-negro na competição.

Uma final entre duas grandes equipes, que fizeram campanhas impecáveis até chegar a decisão, não poderia começar de forma melhor que com um gol nos minutos iniciais. Logo no primeiro ataque do Flamengo, aos dois minutos, Pepê cobrou escanteio com precisão, a bola encontrou a cabeça do centroavante Wendel que só teve o trabalho de escorar para o fundo das redes e colocar o rubro-negro na frente do placar: 1 a 0. Ao contrário do que se esperava o São Paulo não acusou o golpe do gol sofrido e partiu para cima do adversário.

Aos cinco, o lateral Liziero cobrou falta da ponta direita com muita categoria e assustou o goleiro Yago, mas a bola parou nas redes pelo lado de fora.  Três minutos depois, nova chance do Tricolor. Toró aproveitou a sobra dentro da área e bateu colocado tirando do arqueiro rubro-negro, mas a bola bateu na trave e saiu em tiro de meta para os cariocas.

Depois de um período de domínio total do São Paulo, que pressionou a equipe do Flamengo e por pouco não chegou ao empate, a equipe da Gávea se reencontrou na partida e levou perigo ao gol de Júnior, aos 20 minutos, quando Lucas Silva recebeu ótimo passe em profundidade e chutou forte, mas a bola saiu por cima da meta tricolor. Aos 27, Sara fez ótima jogada pela direita, invadiu a área e cruzou para Helinho que finalizou forte e por pouco não empatou a partida.

A partir dos 30 minutos, o jogo perdeu a velocidade do início, que foi bastante agitado. O Flamengo permaneceu bem postado e ficou mais na defesa, enquanto o São Paulo tentou pressionar na busca pelo gol de empate, mas não obteve sucesso.

Wendel fez o gol que deu o título da Copa São Paulo para o Flamengo | Marcos Riboli

SEGUNDO TEMPO: PRESSÃO TRICOLOR E EXCELENTE ATUAÇÃO DEFENSIVA DO FLAMENGO

O Segundo tempo começou da mesma forma que terminou o primeiro, com o Tricolor pressionado os rubro-negros. Aos dois minutos, Gabriel Sara cobrou falta muito bem no meio da área, e Rodrigo subiu sozinho para cabecear, a bola foi para fora. No início da etapa final, o Flamengo seguiu sem consegue sair de trás e se defendeu muito.

Percebendo que a equipe corria perigo o técnico Maurício Souza mudou. Colocou Michael e Luiz Henrique e o Flamengo melhorou. Aos 15, Lucas Silva fez ótima jogada com Pepê, que toca para o meio da área, mas a zaga do São Paulo conseguiu jogar a bola para escanteio. Depois de um curto período em que o rubro-negro conseguiu equilibrar as ações da partida, o São Paulo voltou a carga total nos minutos finais.

Aos 30, Gabriel aproveitou bom lançamento para dentro da área, cabeceou com força e Yago fez grande intervenção, salvando o Flamengo de levar o empate mais uma vez. Já próximo dos acréscimos, aos 43, Igor cobrou escanteio muito bem, Rodrigo subiu sozinho e cabeceou firme, mas o goleiro rubro-negro Yago fez a defesa, mandando para escanteio.

Com oito minutos de acréscimos, o São Paulo partiu para o tudo ou nada. Aos 52, no último lance de ataque da partida, Liziero cruzou para o meio da área, Gabriel desviou de cabeça, Yago tirou com o olho e o árbitro assinalou o fim do confronto. Flamengo campeão!

Elenco e comissão técnica do Flamengo campeão da Copa São Paulo de 2018 | Marcos Riboli

 

Flamengo 1 x 0 São Paulo

Estádio do Pacaembu (São Paulo)

Árbitro: Lucas Canetto Bellotte

Assistentes: Paulo de Souza Amaral e Enderson Emanoel Turbiani da Silva

Flamengo: Yago; Bernardo (Aderlan), Dantas, Patrick e Pablo (Michael); Hugo Moura, Theo e Pepê (Patrick Valverde); Lucas Silva, Wendel (Luiz Henrique) e Bill (Yuri). Técnico: Maurício Souza.

São Paulo: Júnior; Tuta, Walce, Rodrigo e Bruno Dip (Gabriel Novaes); Luan, Liziero e Gabriel Sara (Fabinho); Igor, Toró (Oliveira) e Helinho (Antony). Técnico: André Jardine.

Cartões amarelos: Yago, Hugo Moura, Pepê, Theo (Flamengo)

Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Wendel – Flamengo (02/ 1º tempo),

Público: 30.794 pagantes e 33.275 presentes

Renda: R$829.760,00